Álvaro Parente – Ás Lusitano

Tudo ou nada. Assim foi o ano de 2007 para a mais recente estrela do panorama automobilístico nacional e além fronteiras. Álvaro Parente colocou novamente a bandeira lusa no lugar mais alto do pódio e está actualmente nas bocas de todo o Mundo sobre rodas. As recentes vitórias, não são s o culminar de todo o seu carácter e dedicação ao volante, mas sobretudo o afirmar de um novo nome no panorama internacional onde os holofotes estão bem apontados para a rainha das provas – Fórmula 1.

Num pais com uma modesta tradição automobilística em que a sorte parece estar distante, eis que surge Álvaro Parente. Com 23 anos, este piloto português começa a chamar as atenções dos grandes palcos da competição, mas para tal ainda teve de percorrer um longo e árduo caminho. Depois de ter falhado por uma unha negra o título da World Series by Renault em 2006, Álvaro debateu-se com as portas fechadas da GP2 (reconhecida como a antecâmara da F1, mas para a qual necessita de um orçamento em redor do milhão e meio de euros) mas foram sobretudo os problemas orçamentais e de patrocínios que colocaram em causa o sonho do piloto nacional. Parente foi à luta e arriscou tudo este ano transacto, apresentou-se no paddock da competição, sem dinheiro e às portas da Tech 1 Racing – equipa muito pouco cotada na prova organizada pela Renault, tendo mesmo sido uma das piores classificadas da temporada de 2006. Convidado num verdadeiro last-minute deal pela equipa gaulesa a experimentar o seu monolugar, Álvaro não deixou escapar a oportunidade e, como fez questão de salientar, mostro a toda a equipa que juntos seriam vencedores, tal era a sede de bons resultados. O director da equipa Simon Abadie faz questão de referir que nunca teve dúvidas quanto às capacidades da sua equipa mas salientou que o piloto português bem pode reclamar para si o crédito de colocar o nome da escuderia francesa no mapa: “Antes do início da época, considerei o Álvaro e o Ben Hanley, mas o Álvaro acabou por ser escolha perfeita. Sabia que com ele tínhamos condiçõees para ir à conquista do título, e ele conseguiu!” – acrescentou.

Álvaro Parente   Ás LusitanoÁlvaro Parente é um portuense que chamou a si o gosto pela velocidade como qualquer outro jovem em karts logo aos sete anos, mas cedo ficou rendido à modalidade e disputou o seu primeiro campeonato nacional logo no ano seguinte, tendo alcançado 3 títulos de campeão nacional. Mais tarde passou aos monolugares de fórmula, tendo rapidamente chegado a campeonatos internacionais em Espanha, Itália e Inglaterra. Em 2005 venceu a Fórmula 3 britânica e no ano seguinte representou Portugal no campeonato europeu A1, a lendária “Fórmula 1 das Nações”. Mas foi em 2007 com a vitória na World Series da Renault com a Tech1 que obteve o seu maior troféu até agora, com 5 corridas terminadas no pódio, incluindo duas vitórias no Monaco e Spa, tendo sido coroado campeão na última ronda em Barcelona a 27 de Outubro de 2007.
Assim sendo, Parente conta já com 2 grandes títulos notáveis na carteira, assume ter um objectivo único na mira que começou a ganhar forma com a recente chamada aos testes em Jerez de la Frontera aos comandos do R27, o modelo de Fórmula 1 da Renault. As 64 voltas que deu no circuito foram o realizar de um sonho num dia que considerou fantástico, com resultados positivos sobretudo na aprendizagem que teve ao lado de nomes como o retornado Fernando Alonso e o brasileiro Nelson Piquet Júnior.

Se conseguir a proeza de obter um lugar na F1, Álvaro Parente torna-se o quinto português a atingir essa incrível meta, depois do pioneiro Mário “Nicha” Cabral que abriu alas nos anos 50, da dinastia dos Pedros que marcou a década de 90 – Pedro Matos Chaves e Pedro Lamy, este último o primeiro português a pontuar, e actualmente Tiago Monteiro já no século XXI que conseguiu o maior feito luso na competição – o primeiro piloto nacional a subir ao pódio (terceiro lugar nos Estados Unidos, em 2005).
Pode muito bem ser já este ano que Parente dê o grande passo na sua carreira e marque a letras douradas o nome e hino de Portugal no expoente máximo do desporto motorizado internacional.

Palmarés de Álvaro Parente:

1998 – Campeonato Europeu de Karting, Campeão
2001 – F3 Espanhola, 12º lugar
2002 – F3 Espanhola, 4º lugar
2003 – F3 Euroseries, 25º lugar
2004 – F3 Britânico, 7º lugar (assim como no Macau GP e Marlboro Masters)
2005 – F3 Britânico, Campeão
2006 – World Series by Renault com a Victory Engineering – 5º lugar
2007 – World Series by Renault com a Tech 1 Racing – Campeão

Sugestões...

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>