Análise: Taça de Portugal > Benfica 1×0 Feirense

Incompreensível. O Benfica a jogar no seu reduto para a Taça de Portugal contra o modesto Feirense, voltou a mostrar não só as graves deficiências presentes no seu plantel mas sobretudo uma enorme falta de atitude e de trabalho em campo. O clube visitante causou mesmo, largos momentos do jogo de grande arrepio e chegou mesmo a inferiorizar este Benfica de Camacho que voltou a dar 45 minutos de avanço ao adversário, jogando para os serviços mínimos numa vitória sofrida. O empate não chocaria quem esteve na Luz.

Análise: Taça de Portugal > Benfica 1x0 FeirenseSeria de esperar alterações na equipa anfitriã e Camacho fez questão de baralhar tudo e todos mais uma vez. Se a entrada no onze de Butt parecia pacifica, Edcarlos no lugar de David Luiz poderia-se justificar, Nuno Assis, Katsouranis, Maxi e Di Maria completavam o meio-campo e Rui Costa surgia como 10 atacante, mas que dizer da aposta em Nuno Gomes sozinho no ataque encarnado? Os adeptos concerteza sentiram logo de antemão que Camacho parece estar completamente a leste de qualquer enquadramento táctico. O apito inicial e o correr dos primeiros 45′ minutos trataram de confirmar o resto… uma equipa extremamente acanhada, apática e completamente sem chamada e perdida pelo campo fez mas sobretudo desfez-se (mais uma vez) em passes e bolas perdidas sem qualquer nexo. Como é possível que o Benfica a jogar em casa não apresentar 2 avançados? Se Di Maria fez mais um jogo para esquecer, sempre demasiado encostado à linha e nada esclarecido para compensar a ridícula solidão de Nuno Gomes, Rui Costa foi sem dúvida a única águia esclarecida em campo, um verdadeiro maestro que não só deu golos a marcar como tentou várias vezes a sua sorte, chegando mesmo a atirar uma bola à trave – grande exibição a merecer todos os aplausos detro e fora da Luz.

O intervalo chegaria e parecia ter acordado Camacho para a realidade, com o espanhol a tirar Di Maria e Maxi para fazer entrar Adu e Cardozo, com o paraguaio a ir fazer (finalmente!) companhia a Nuno Gomes. A alteração acabaria por ter efeitos e Cardozo chegaria ao tento da vantagem que se verificaria até ao fim, sem que os encarnados passassem por verdadeiros calafrios na baliza entregue a Butt. Muito mais que a passagem à próxima eliminatória, penso que esta partida foi mais um exemplo que este Benfica precisa urgentemente de uma limpeza de mentalidades. Os jogadores arrastam-se autenticamente e são colocados em campo sem ordem nem organização, faltando à mistura uma boa dose de fantasia, intensidade e sobretudo chama numa equipa que se nota estar sem rumo.

Não podia deixar de falar sobre a equipa de Santa Maria da Feira. Para isso, dediquei (merecidamente) este parágrafo inteiro, tal foi a exibição do actual 10º classificado na Liga Vitalis. Começo pelo coração de cada clube: os adeptos, que se deslocaram verdadeiramente em massa naquilo que é o grande espírito da Taça, com jogos à tarde e sem televisões pelo meio como deveria ser sempre… foram bem mais de 5000 mil adeptos que encheram de cor e alegria o piso inferior do topo sul. Louvável e realmente de saudar este movimento que viu a sua equipa dar um verdadeiro espectáculo de futebol em plena Luz. Se na primeira metade da partida as oportunidades foram repartidas para os 2 lados, o segundo tempo sobretudo após o golo de Cardozo, foi de um Feirense verdadeiramente empolgado, sem medos e a bater-se olhos nos olhos, chegando por várias razões a assustar a baliza de Butt e mantendo a emoção do jogo até ao último segundo. Notável também,o facto de terem reduzido o Benfica ao contra ataque, tal foi a exibição desta equipa que conseguiu sem sombra de dúvidas, sair da Luz de cabeça bem erguida, enchendo os seus adeptos de orgulho apesar da eliminação que a não acontecer, não surpreenderia quem passou pela Luz, tal foi a prestação da turma de Luis Miguel, o treinador que chamou todos os jogadores (incluindo os lesionados!) para viverem esta verdadeira festa. Soberbo!

Sugestões...

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>