Stevan Jovetic – Brilho do Adriático

O Jogodearea esta semana rendeu-se ao velho continente e à sua mais recente nação – Montenegro. Chama-se Stevan Jovetic e é a nova pérola do Partizan de Belgrado. Com apenas 18 anos é já considerado como o jovem emergente deste “novo” Montenegro, sendo já apelidado como o primeiro grande nome do futebol da recém criada selecção do Adriático.

No contexto politico-social deste novo pais, esteve um estado federal com aproximadamente três anos de duração – a Sérvia e Montenegro(de 2003 a 2006) situado nos Balcãs, último vestígio da antiga Jugoslávia, e composto, como o nome indica, pelas repúblicas da Sérvia e de Montenegro. A dissolução deste Estado foi dada pelo povo de Montenegro ao votarem pela saída do país da federação em 21 de maio de 2006. A vitória foi apertada, com 55,5% dos votos, apenas 0,5 ponto percentual a mais do necessário para a decisão do referendo e reconhecimento da independência por parte da UE. A 6 de Junho de 2006, Montenegro (significa, precisamente, “montanha negra”) passou a ser o mais recente país independente do Mundo.

Stevan Jovetic   Brilho do AdriáticoA nível futebolístico a selecção Montenegrina fez a sua estreia a 24 de Março na capital Podgorica batendo por 2-1 a sua congénere Húngara. Nessa partida histórica, muitos foram os jogadores que se encontraram divididos entre optar pela Sérvia ou por Montenegro, mas o nosso já bem conhecido Zoran Filipovi? (seleccionador Montenegrino) não teve dúvidas em chamar para este verdadeiro baptismo, a dupla sportinguista Vukcevic e Purovic nomeando como capitão Mirko Vucinic da AS Roma e premiou a mais recente pérola da nação – Stevan Jovetic.

Nascido a 2 de Novembro de 1989 e com 1,83m e 71Kg, este médio atacante alinha no Partizan onde já realizou 54 jogos e marcou 18 golos. Veio para o clube em 2003 proveniente do Mladost Podgorica, onde fez a sua formação. Com o já mítico 35 nas costas, este miúdo apesar da tenra idade (18 anos) destaca-se logo pela sua fisionomia distinta com os longos cabelos negros e a passada imponente que faz questão de impor aos adversários. A nível internacional, disputou jogos nas competições europeias ao serviço do Partizan e marcou recentemente, a 5 de Agosto, um hat-trick numa pré-eliminatória da Taça Uefa frente ao Zrinjski, tendo a sua equipa ganho por 5-0. Na selecção montenegrina já fez história nos Sub-21 ao ser nomeado capitão com apenas 17 anos e ao ser um dos destaques no Campeonato da Europa sub-17, no Luxemburgo em 2006 ainda pela Sérvia e Montenegro.

Mostra classe e postura em campo, sendo já muito frio e com uma bela visão de jogo. Não é claro o tipo de playmaker “showman” estilo brasileiro, mas é um jogador prático que embora não sendo veloz, tem bom toque de bola com ambos os pés e já possui um belo remate com força e de cabeça. Observando algumas partidas deste Partizan, cedo se compreende que Jovetic é claramente um típico vagabundo de 2ª linha, que espera a oportunidade para finalizar sem adornos.
Actualmente, é um dos homens do momento no Partizan e o treinador Djukic faz questão de o lançar na equipa onde já apontou 8 golos e vem encantando pela eficácia nas suas acções e pela forma madura como aborda os jogos.

Estará ainda longe do estatuto de super estrela nos principais e competitivos campeonatos do velho continente, mas os tubarões do costume estão cada vez mais atentos a qualquer rebento de qualidade e Jovetic não é excepção.
Nos dias que correm é o homem do momento em Belgrado, com noticias intermináveis do interesse de emblemas como Manchester City, Real Madrid, Sampdória, Inter, AC Milan, Ajax e Feyenord, sendo o mais concreto e mediático a cobiça de sir Alex Ferguson. O avançado tem sido seguido de perto pelos observadores internacionais do Manchester United e está englobado num pequeno grupo de jogadores que poderão interessar quando o mercado de transferências Inverno abrir. O United parece agora mais interessado em recrutar jovens promessas e continuar o enorme sucesso da prospecçao para a equipa de reservas e academia, isto depois de ter havido no passado alguma falta de investimento na juventude. Os “red devis” terão mesmo oferecido 10 milhões de euros para garantir o jogador, mas o Partizan mostra-se disponível em abrir mão do seu pupilo em 2009.

Verdade é que apesar das virtuais transferências milionárias, parece inevitável que em breve Jovetic poderá completar a sua formação num país com melhores noções de futebol moderno e exigente, apesar do todo o seu virtuosismo e inegável qualidade, terá de encontrar um forte apoio para vingar no competitivo mundo do futebol actual.

Sugestões...

1 Response

  1. Paulo diz:

    Descobri agora que vai para a Fiorentina para o ano.

    Incrível trabalho de prospecção da equipa do jogo de área. Não querem dar uma mãozinha no meu Benfica?

    Cumprimentos

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>