Os Meninos da Luz

Pouco e em paz muito se faz. Este será o mote indicado para o que está a acontecer nas camadas jovens encarnadas, que mostram não só (como nem sempre aconteceu) a prata da casa, mas também uma organização interna e uma qualidade exibicional que já envergonha os mais velhos da Luz.

É consensual que no mundo benfiquista existem inúmeras circunstâncias e questões colocam em dúvida, mesmo o mais fervoroso apoiante do trabalho desenvolvido por Luís Filipe Vieira. Ora esta avaliação é tudo menos justa se os parâmetros de avaliação se resumirem apenas e só aos resultados desportivos da equipa de futebol sénior, como tem vindo a acontecer, descurando por completo todo o trabalho de base nas camadas jovens que parece finalmente, começar a ser feito.
É uma verdade inequívoca que o clube em Portugal onde os frutos da aposta na formação e prospecção de base são mais que evidentes é o Sporting e a sua famosa Academia, cujo trabalho não só culmina em prestações de qualidade das suas camadas jovens, mas é sobretudo a melhor aposta no futuro da equipa sénior, onde os jovens aprendem e interiorizam o espírito e a tão badalada mística do clube.

O Benfica sempre teve uma aposta muito obscura nas suas jovens pérolas, que sempre existiram e que inclusivé em 2004 se sagraram campeões juniores. Nomes como Miguel Vitor, Romeu Ribeiro e Yu Dabao já têm um pé na equipa sénior e na verdade, com Camacho no comando de todo futebol encarnado, já se esperava uma maior aposta do espanhol nos produtos da formação encarnada. A verdade é que o primeiro grande passo quanto a mim, foi dado quando Luís Filipe Vieira confirmou os nomes fortes para a área de formação e prospecção encarnada : João Alves e Rui Águas respectivamente.

Os Meninos da LuzSe por um lado Rui Águas necessita ainda de mais tempo para mostrar as novas “estrelas” dessa área tão importante quanto é a prospecção, João Alves por seu lado, não perdeu tempo e tratou de colocar as jovens águias a mostrarem serviço com umas incríveis 10 vitórias em 10 jogos! A equipa de Juniores do Benfica está a fazer história no campeonato nacional da categoria, dando fabulosos espectáculos pelo País fora. Desta feita, na 10ª jornada e num jogo sempre especial, ontem frente ao Sporting, mais uma vitória por 4-2. Num dos jogos mais aguardados dos últimos tempos, entre os dois grandes rivais de sempre do campeonato o Benfica revelou total superioridade e reforçou o comando da Zona Sul.

Com golos dos 3 nomes mais em destaque neste arranque de campeonato e seguramente nomes que em breve irão estar nas bocas do Mundo. O já inevitável e melhor marcador destacado da competição com 13 golos em 8 partidas, o avançado chinês Wang Gang, o avançado todo terreno Orphée Demel (estreia e recente descoberta de Rui Àguas) e o médio criativo e seguramente um das grandes apostas da formação encarnada – André Carvalhas que com uma assistência e dois golos, um dos quais, seguramente o momento do jogo ao parar na coxa e a rematar com estilo para um momento que levou à loucura os benfiquistas presentes nas bancadas do campo principal do Caixa Futebol Campus.

Os Meninos da Luz

Com cerca de 85% de portugueses na equipa e jogadores estrangeiros fruto da prospecção de Rui Águas, o Benfica parece ter ganho a aposta nas antigas glórias para recuperar a mística do clube de forma a que os seus jovens entendam e sintam a importância do nome do Benfica e da enorme marca que detém no futebol Mundial. Finalmente um caso sério de boa gestão e visão nas hostes da Luz, na aposta a médio prazo na cantera do clube com garantias e resultados seguros, com os olhos postos no futuro.

Sugestões...

1 Response

  1. Matheus damica marques diz:

    eu sou tricolo de coração e muita vez CAPIÃO sempre fui e vou ser.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>